Ciências e Tecnologia » Química » Ácido fórmico ou ácido metanoico | Um ácido que irrita a pele

Ácido fórmico ou ácido metanoico | Um ácido que irrita a pele

O ácido fórmico (sistematicamente chamado ácido metanoico) é o ácido carboxílico mais simples. Sua fórmula química é HCO2H. É um importante intermediário na síntese química. Pode ser sintetizado mas também ocorre de forma natural, mais notavelmente no veneno das formigas, abelhas, e nas folhas de urtiga.

O ácido metanoico tem seu nome mais popular em referência à primeira vez que foi isolado pela destilação de um corpo de formiga, mais especificamente formigas vermelhas (Formica rufibarbis), processo esse desenvolvido por John Ray, em 1671.

Nos pêlos urticantes de urtiga há um líquido contendo ácido fórmico

A irritação na pele

A picada de uma abelha e da maioria das espécies de formigas injeta ácido fórmico, o que causa dor e irritação sentida na pele. A sensação similar a de uma queimadura ao encostar na urtiga também ocorre devido à presença do ácido fórmico.

Usos do ácido fórmico

Um importante uso do ácido fórmico é como conservante e agente antibacteriano na alimentação animal. Na Europa, é aplicado na silagem (incluindo feno fresco) para promover a fermentação do ácido láctico e para suprimir a formação de ácido butírico, mas também permite que a fermentação ocorra rapidamente, e a uma temperatura mais baixa, reduzindo a perda do valor nutritivo. Na indústria avícola, às vezes é adicionado na alimentação para matar a bactéria Escherichia coli. O uso como conservante para silagem e alimentação animal em geral constituiu 30% do consumo global em 2009.

O ácido fórmico é também utilizado de forma significativa na produção de couro, incluindo bronzeamento, e no tingimento e acabamento de têxteis. Por causa da sua natureza ácida é também usado como um coagulante na produção de borracha. O ácido fórmico ainda possui propriedades que combatem o reumatismo.

Perigos do ácido metanoico

Ácido fórmico tem baixa toxicidade (daí a sua utilização como um aditivo alimentar), com uma DL50 de 1,8 g / kg (oral, camundongos). O ácido concentrado é, no entanto, corrosivo para a pele.

O ácido fórmico é rapidamente metabolizado e eliminado pelo organismo. No entanto, ele tem efeitos tóxicos não específicos, o ácido fórmico e formaldeído produzido como metabolitos de metanol é responsável e pode causar lesão do nervo óptico.

Alguns efeitos crônicos da exposição ácido fórmico foram documentados. Algumas experiências em espécies bacterianas têm demonstrado que ele seja um agente mutagênico. A exposição crônica aos seres humanos pode causar danos nos rins. Um outro efeito da exposição crônica é o desenvolvimento de uma alergia de pele que se manifesta após re-exposição ao produto químico. Ácido fórmico concentrado decompõe-se lentamente para o monóxido de carbono e água, conduzindo à acumulação de pressão no recipiente em que é mantido.

Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Equipe de Redação Ciências e Tecnologia

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

O ácido fórmico ou ácido metanoico é o ácido carboxílico mais simples Pois foi obtido no inicio pelo corpo de uma formiga encontrado na urtiga e nas abelhas