Ciências e Tecnologia » Biologia » Aquecimento global pode trazer más notícias para as abelhas

Aquecimento global pode trazer más notícias para as abelhas

Pesquisadores descobriram que a disseminação de um exótico parasita da abelha do mel – agora encontrado em todo o mundo – não está ligada apenas à sua capacidade competitiva superior, mas também ao clima, de acordo com um novo estudo publicado na revista Proceedings da Royal Society B.

A equipe de pesquisadores, incluindo Myrsini Natsopoulou da Martin-Luther-Universität Halle-Wittenberg, que co-liderou a pesquisa ao lado do Dr. Dino McMahon Queen’s University Belfast, acredita que o parasita poderia tornar-se mais prevalente no Reino Unido no futuro e suas descobertas demonstram a importância da concorrência parasitária e as mudanças climáticas na propagação desta doença emergente.

Myrsini Natsopoulou disse: “Nossos resultados revelam não só que o parasita exótico é um concorrente melhor do que a sua concorrente direta, mas que a sua distribuição e padrões de prevalência na natureza generalizada dependem das condições climáticas também.”

A pesquisa comparou o crescimento do patógeno em abelhas que foram infectados com o parasita exótico, Nosema ceranae e seu parente nativo original, Nosema apis.

Nosema apis e esporos ceranae lado a lado.

Nosema apis e esporos ceranae lado a lado.

Experimentos mostraram que, embora ambos os parasitas inibam o crescimento da abelha, o exótico Nosema ceranae tem muito mais impacto negativo do que as Nosema apis nativas. Ao integrar os efeitos da concorrência e do clima em um modelo matemático simples, os pesquisadores foram capazes de prever a ocorrência relativa de ambas as espécies de parasitas na natureza: Nosema ceranae é comum no sul da Europa, mas raro no Norte da Europa.

O co-autor do estudo, o professor Robert Paxton Queen’s University Belfast, acrescentou: “Este parasita emergente é mais suscetível ao frio do que o seu parente próximo original, possivelmente refletindo sua origem presumida no leste da Ásia. Devido ao aumento das temperaturas globais, os nossos resultados sugerem que ele vai aumentar em prevalência e potencialmente levar a um aumento das perdas de colónias de abelhas na Grã-Bretanha. “

abelha

Referencias

Myrsini E. Natsopoulou, Dino P. McMahon, Vincent Doublet, John Bryden, Robert J. Paxton. Interspecific competition in honeybee intracellular gut parasites is asymmetric and favours the spread of an emerging infectious disease.Proceedings of the Royal Society of London B: Biological Sciences, 26 November 2014 DOI: 10.1098/rspb.2014.189

Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Equipe de Redação Ciências e Tecnologia

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


Os pesquisadores descobriram que a disseminação de um exótico parasita da abelha do mel -agora encontrado em todo o mundo - não está ligada apenas à sua cap