Ciências e Tecnologia » Biologia » Ataques de tubarão | Entenda como e onde acontecem os piores ataques

Ataques de tubarão | Entenda como e onde acontecem os piores ataques

A violência de um ataque de tubarão sempre surpreende a todos e torna-se destaque de manchetes nos principais veículos de comunicação do mundo. Embora os ataques não sejam tão comuns assim, muitas pessoas tem um medo indiscutível desse animal que habita os oceanos do planeta.  Os ataques na maior parte das vezes são imprevisíveis para banhistas e surfistas, é tudo muito rápido e as vítimas só dão conta da situação na qual se envolveram quando sentem o primeiro impacto violento sobre seus corpos. Aí já é tarde, as mandíbulas do enorme animal provavelmente já destruíram algum membro do corpo da vítima ou pelo menos levou grande parte da prancha de surf.

Os tubarões são difíceis de serem estudados e podem apresentar comportamentos estranhos. Os seguintes motivos para os ataques aos banhistas são os mais aceitos cientificamente: o animal esta extremamente faminto ou confundiu o banhista ou surfista com outros animais que fazem parte de sua cadeia alimentar, tais como a tartaruga marinha e o leão marinho. Os movimentos de natação do ser humano muito similar ao das presas podem induzir o animal feroz ao erro. Segundo Gary Adkison, um mergulhador experiente, 90% dos incidentes ocorrem pela confusão do predador do topo da cadeia alimentar oceânica, nos assimilar a sua refeição.

Confusão dos surfistas com as presas são o principal erro

Confusão dos surfistas com as presas são o principal erro

Não existem indícios que provem que tubarões adquiriram um gosto pela carne humana. Embora em algumas áreas o número de ataque seja relativamente maior que em outras, não significa que o mesmo animal tenha atacado mais de uma pessoa, já que esses animais viajam milhares de quilômetros em busca de comida e condições oceânicas relacionadas à temperaturas  mais favoráveis a eles.

Outra forma de ataque esta relacionada à sua forma de defesa, quando se sente ameaçado por mergulhadores que se aproximam demais e tentam toca-los.

Porque os tubarões estariam se tornando mais agressivos?

Uma das espécies consideradas mais perigosas é o tubarão-touro quando levado em consideração a quantidade de ataques por essa espécie e o próprio extinto mais agressivo do animal em águas costeiras rasas.

Embora o número de ataques tenha crescido anualmente, pesquisas de institutos que estudam o comportamento desses animais afirmam que o motivo principal do aumento está relacionado ao deslocamento do ser humano para as praias, sustentando a hipótese de que os tubarões não estão tornando-se mais agressivos, mas o homem estaria frequentando e desrespeitando o habitat natural desses predadores.

Segundo David H. Baldridge ‘ Não é comum um tubarão entrar em uma área costeira repleta de pessoas para selecionar uma vítima. Por outro lado, com frequência a vítima é a pessoa que foi subitamente deixada sozinha e mais afastada da praia que os outros’.

Ao se distanciar da praia, o risco é maior

Ao se distanciar da praia, o risco é maior

Quais as atitudes que podem evitar os ataques?

Placas alertam sobre o perigoEvitar nadar durante o amanhecer e o entardecer pode reduzir as chances de ser vítima do ataque, pois são nesses horários que os predadores se alimentam preferencialmente.

Trajes de banho com cores vibrantes também podem atrair a atenção desses animais, além de feridas ou machucados que espalham sangue pela água.

Recifes, bancos de areia e declives também devem ser evitados. Nesses locais a biodiversidade marinha é gigantesca, e onde há presas fáceis também existem predadores.

O ranking das 20 praias mais frequentadas por tubarões, 2 delas são brasileiras.

20° Enseada da Caieira, no arquipélago de Fernando de Noronha

19° Naama Bay, Egito

18° Kosi Bay, África do Sul, próximo a fronteira com Moçambique

17° Gold Coast, Áustrália

16° North Shore, Havaí

15° Gansbaai, África do Sul (repleta de tubarões-brancos)

14° Ilha da Reunião, ao largo de Madagascar

13° Kahana, Ilha de Maui, Havaí

12° West End, Bahamas (embora registre poucos ataques, a região e repleta de tubarões-tigres)

11° Bondi Beach, Áustrália

10° Bolinas Beach, Estados Unidos

9° Boa Viagem, Recife, Brasil (a região com maior número de registros de ataques de toda a América do Sul)

8° Second Beach, África do Sul ( o maior número de ataques mortais)

7° Cancun, México

6° Lyman Beach, Big Island, Havaí (repleta de tubarões-tigres)

5° Fish Hoek Beach, África do Sul

4° Ilha Topsail, Estados Unidos situada no litoral do estado de Carolina do Norte

3° Santa Cruz, Califórnia, Estados Unidos

2° Coffin Bay, Austrália

1° New Smyrna Beach, Flórida: situada no litoral nordeste da Flórida, a praia de New Smyrna Beach tem o maior número de ataques de tubarão por ano no mundo inteiro. Mas apesar das ocorrências com tubarões cabeça-chata ocorridos no local, New Sbyrna Beach nunca registrou mortes por ataques.

Tubarões em Palm Beach, Flórida

Tubarões em Palm Beach, Flórida

Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Thiago Cardoso

Estudante de Engenharia Ambiental Curte viajar pelo Brasil, apreciar e registrar as mais belas imagens naturais do país e conhecer modos de vida diferentes.

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

A violência dos ataques de tubarão sempre surpreende. São imprevisíveis para banhistas e surfistas, e as vítimas só dão conta da situação quando sentem