Ciências e Tecnologia » Tecnologia » Engenharia » Carreira Química | Técnico, Químico ou Engenheiro Químico?

Carreira Química | Técnico, Químico ou Engenheiro Químico?

O interesse pelo trabalho e/ou pesquisa nas áreas petrolífera, farmacêutica, papel e celulose, ambiental, alimentos, cosméticos, biotecnologia, fertilizantes, cimento, polímeros (plásticos), tintas e vernizes, entre outros, pode ser um indício ou uma inclinação ao gosto pela indústria química. Se, além do interesse pelas áreas industriais citadas houver uma curiosidade no preparo para realizar investigações, experiências e análises relacionadas a composição, propriedades e transformações das substâncias, pode ser que você seja um candidato fortíssimo à carreira química. Embora todos esses segmentos estejam abertos a todos os profissionais da química, é preciso diferenciar a atuação de cada um desses profissionais.

Carreiras dos profissionais da Química:

Carreira do profissional da Química

Técnico em Química

É um profissional de nível médio, cujo curso tem duração de 3 ou 4 semestres letivos, podendo ser pós ensino médio ou concomitante (no mesmo período do ensino médio). O técnico em química tem registro no Conselho Regional de Química e pode manipular medicamentos, operar aparelhos, executar análises de controle de qualidade, exercer um papel de analista usando de conceitos aprendidos em análise qualitativa e quantitativa, além de assumir a responsabilidade técnica de laboratórios de pequeno porte.

Bacharel em Química

É um profissional de nível superior que atua formalmente no campo de pesquisa e industrial, podendo atuar também na Gestão e Organização Industrial, não dispensando a atuação em bancada e produção, embora essas duas últimas sejam mais como gestor do que operador.  O Bacharel faz  análises de qualidade e certifica assinando por uma equipe de técnicos, podendo auditorar e fiscalizar. Na prática, o Bacharel, é um técnico com nível superior que a ele se atribuem algumas funções de responsabilidades maiores.

Licenciado em Química

É um profissional de nível superior com atuação em docência em Química, ou seja, cursa na faculdade, disciplinas nas área de didática e metodologia de ensino, inerentes da formação de professor. Contrariando o que muitas pessoas pensam, o Licenciado NÃO é impossibilitado de atuar na área industrial e pesquisa, pelo contrário, de acordo com as atribuições dos profissionais da química, regulamentada pelo CFQ (Conselho Federal de Química) apresentada no fim do texto, ele apresenta, legalmente, as mesmas atribuições de um bacharel, além de possuir a atribuição concernente ao magistério, exclusiva do Licenciado.

Bacharel em Química Tecnológica ou Químico Industrial

O Bacharelado em Química Industrial apresenta no decorrer de sua formação acadêmica as mesmas disciplinas do Bacharel, porém, alem dessas, disciplinas com maior ênfase nas indústrias, tais como: Galvanoplastia e corrosão, Tecnologia em alimentos e fermentação, Análises microbiológicas, Desenho Técnico Industrial, Estatística aplicada, entre outras. Com essa formação mais generalista e voltada diretamente à indústria, esse profissional tem mais atribuições legais do que o Bacharel, Licenciado e Técnico em Química. Cursos tecnólogos em alimentos, couro, plásticos, metalurgia, entre outros, são reconhecidos pelo Conselho Federal de Química, dando as atribuições de Químico Industrial ao profissional nas respectivas áreas, por exemplo: Químico de alimentos, Químico ambiental…

Nas quatro modalidades citadas acima, especialmente as modalidades de nível superior podem sofrer alterações quanto às atribuições legais do profissional, devido à autonomia das faculdades e universidades em construir as grades curriculares que, mesmo tendo que obedecer às regulamentações do MEC, complementam seus cursos, aumentando o número de disciplinas (optativas) ou a carga horária.

Engenheiro Químico

O Engenheiro Químico é o profissional que entende de Processos Industriais diversos, desde à extração de matérias-primas até o tratamento de resíduos deixados pela indústria. Um erro recorrente da maioria dos alunos é acreditar que gostar de química, física e matemática é o suficiente para cursar engenharia química. Esse profissional atua em projetos e instalações químicas, vistoriando alguns laboratórios, plantas Industriais, etc. Na parte gerencial, inerente do perfil de engenheiro, exercem o papel de chefia, organizando, fiscalizando, vistoriando, além de fazer orçamentos de gastos, compras e estatísticas de rendimentos. Ele desenvolve novos produtos e avalia sua viabilidade econômica e técnica, bem como projeta máquinas, equipamentos e instalações. O engenheiro químico conta com grande conhecimento químico, matemática e físico, mas sua atuação laboratorial dá lugar a mesas com computadores e projetos.

Enquanto o Químico (Licenciado/Bacharel/Tecnológico) atua e é responsável pelos processos de análise de laboratório, o Engenheiro atua e gerencia todo o processo industrial, em outras palavras, fica no “chão de fábrica”.

Imagine uma indústria de extração de petróleo. O profissional técnico executaria análises químicas em amostras coletadas (trabalho em série). O profissional de nível superior avaliaria os resultados e poderia emitir laudos de aprovação ou pesquisaria alternativas de melhoria do petróleo. O engenheiro químico ficaria responsável por todo o processo industrial: desde a extração até a liberação do produto final, entendendo todo o processo. Isso pode ser exemplificado hipoteticamente, pois algumas indústrias não contam com Químicos de nível superior para mediar o processo, apenas profissionais de nível médio.

Atribuições dos profissionais da Química:

Confira as atribuições dos profissionais da química no link abaixo:

//www.crqv.org.br/php/index.php?link=4&sub=3

Fontes e Bibliografia

Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Mailson de Queiroz

Químico e amante dessa ciência, assim como tudo que se conecta a ela… Mestre em Engenharia de Materiais e um professor que acredita na força de educação para mudar o mundo…
Enfim, louco por ciências, apaixonado pelo conhecimento e, acima de tudo, cada vez mais um eterno aprendiz…

6 Comentários

  1. Eliana do Vale.

    Olá sou pedagoga e terapeuta holística, adoro manipular cosméticos naturais mas, preciso saber se fazendo uma especialização em Quimica eu posso manipular legalmente os meus cosméticos naturais com devido registro.

    • Lavinia Xavier

      Sim. Todo especialista ate um tecnico como eu tem licença para manusear tanto compostos e materiais quimicos como equipamentos. E aconselho a voce fazer esse curso porque vai lhe ajudar muito no conhecimento dessas atividades.

  2. Excelente texto!!! Também amo Química e ciências.

  3. estou ansioso por um curso de eng. quimica, mas a minha paixão são os laboratórios.. meu sonho é ser um chefe de laboratório escolhi certo o curso ?

  4. Bom dia. Gostaria de saber se quem é formado em Engenharia Química pode assinar como responsável técnico em uma micro empresa de cosméticos ou de sabonete, sal de banho etc? Quem mais tem que ter nessa micro empresa? Obrigado.

  5. Oi o técnico em química assinar como responsável técnico em empresa de pequeno porte?

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

O interesse pelo trabalho e/ou pesquisa nas áreas petrolífera, farmacêutica, papel e celulose, ambiental, alimentos, cosméticos, biotecnologia, fertilizante