Ciências e Tecnologia » Biologia » Células-tronco | Um novo mercado financeiro?

Células-tronco | Um novo mercado financeiro?

No cordão umbilical existe uma quantidade expressiva  de células-tronco hematopoéticas,  elas são células primordiais no transplante de medula óssea,  por isto este sangue adquiriu uma grande  importância, pela doação voluntária, para pessoas que necessitem do transplante. E esta descoberta, também foi fundamental, para o estabelecimento de empresas privadas, objetivando conquistar um novo mercado lucrativo.

Os avanços relacionados as pesquisas e terapias, que utilizam as células-tronco, estão possibilitando  a instalação de empresas privadas, que visam a estocagem de sangue de cordão umbilical  para o tratamento autólogo ( aplicação das células-tronco no mesmo indivíduo do qual foi coletado.) com isto, o que existe na verdade são muitas promessas e poucos resultados.

A instalação destas empresas, causaram discussões, pois as estratégias de marketing, em alguns casos,  pois ofertam um seguro biológico de vida, o que não é verdade. Segundo as pesquisas em nível mundial, são raros os tratamentos com sucesso no transplante autólogo, e o fato de existir poucas publicações demostrando ou comprovando os resultados obtidos nos transplantes autólogos  feitos na rede privada, aumentam ainda mais a discussão deste assunto, sem falar que nos países europeus, estas empresas foram banidas.

Porque armazenar as células-troncos?

células-troncosO armazenamento de sangue de cordão umbilical, tem sido uma prática de contínuo crescimento.  O  único tratamento com o  uso do sangue de cordão umbilical atual é o  transplante de medula óssea, que tem seus maiores resultados comprovados em transplantes alogênicos ( quando as células utilizadas no transplante vem de outro indivíduo), que pode ser aparentado ou não.

O ministério da Saúde e a  Brasilcord são contrários a esta prática das empresas privadas, principalmente pela sua inutilidade pública, pois somente o doador e em alguns casos isolados, apenas algum parente do doador pode fazer uso deste sangue, caso precise, e  a forma enganosa que tem sido divulgada a propaganda para os usuários. A  ANVISA recentemente publicou uma cartilha para esclarecimento dos benefícios e limitações quanto o armazenamento do sangue do cordão umbilical, visando orientar os futuros países que buscam alternativas de garantir um tratamento para seus filhos no futuro. Em média paga-se aproximadamente 4 mil reais e uma taxa anual de manutenção no valor de 600 reais,para manter o sangue de cordão umbilical congelado.

Contra-Indicações

O uso de sangue de cordão umbilical, por exemplo é contra indicado em doenças de ordem genética, como em certas leucemias, pois uma vez que o sangue de cordão umbilical também contém o mesmo material genético e as mesmas falhas pela doença manifestada. Mas será que as empresas privadas explicam isto para seus clientes?

Os bancos públicos disponibilizam as unidades de forma imediata, para qualquer cidadão brasileiro, que precise de um transplante de medula óssea e não tenha  um doador na família, este  paciente, também, fica isento de qualquer ônus. E esta é  a única modalidade recomendada pelos organismos internacionais e por publicações científicas. Já as empresas privadas tem uma legislação específica,   são de cunho capitalista e recheada de estratégias de marketing, na tentativa de aumentar os lucros e se estabelecer no mercado financeiro com esta prática, em alguns casos abusiva e enganosa.

Referências

Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Simone Brito

Acadêmica do curso de Biomedicina pela Universidade Castelo Branco, no RJ.

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

células-tronco hematopoéticas, elas são células primordiais no transplante de medula óssea, por isto este sangue adquiriu uma grande