Ciências e Tecnologia » Biologia » Coração artificial criado por cientistas bate com autonomia total

Coração artificial criado por cientistas bate com autonomia total

Coração ArtificialVindo fresco na esteira de notícias do meio científico, está o coração artificial que cientistas conseguiram criar com sucesso utilizando uma impressora 3D, que é capaz de criar vários tecidos humanos como mini-rins por exemplo, a nova tecnologia está dando uma explosão de esperança para o futuro dos transplantes de órgãos. Pela primeira vez, uma equipe de pesquisa tem sido capaz de desenvolver o tecido do coração humano que bate de forma totalmente autônoma em uma câmara, uma espécie de “coração artificial” desenvolvido a partir de um coração retirado de um rato morto.

Como funciona esse coração artificial?

O tecido em si veio a partir de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSCs), que começou como células de pele humana madura e  “reprogramado” com sucesso para o um estado embrionário e, em seguida, induzida a se tornar a célula desejada, neste caso, aqueles com potencial para se tornar o tecido do coração ou células progenitoras multi-potenciais cardiovasculares (MCP). Este é o mesmo método que os cientistas utilizaram recentemente algo mais esdrúxulo; induzir o crescimento de dentes a partir de urina humana.

Coração artificial feito com impressora 3D a partir de um coração de um rato morto

Vídeo convertido em imagem, mostra o batimento do coração artificial.

A técnica essencialmente se resume na retirada de todas a células de um órgão (no caso um coração de um cadáver de rato, deixando somente a estrutura extracelular, ou seja a estrutura das células não é alterada, depois da remoção é injetado no interior uma mistura de células MCP, e fazendo o coração  artificial “crescer” em condições de esterilidade máxima. De acordo com o pesquisador sênior Lei Yang, PhD e professor assistente de biologia do desenvolvimento na Faculdade de Medicina de Pittsburgh (Pitt School of Medicine, Pittsburgh, Pennsylvania – EUA):

Este processo faz com que as MCPs, que são células precursoras que podem diferenciar-se em mais de três tipos de células de uso do coração, incluindo cardiomiócitos, células endoteliais e células musculares lisas. Ninguém tem tentado usar esses MCPs para a regeneração do coração antes. Acontece que a matriz extracelular do coração – o material que é o substrato da estrutura do coração – pode enviar sinais para orientar os MCPs para se tornar as células especializadas que são necessários para a função cardíaca adequada.

Depois de várias semanas, não só obtiveram o um novo coração artificial, mais o coração do rato foi totalmente reconstruído com as células humanas, que começou a bater de novo, porém na sua própria a uma taxa de 40 à 50 batimentos por minuto. Embora isso certamente seja uma realização incrível, o coração ainda não é completamente eficaz ao nível ser capaz de bombear o sangue ao longo de um corpo humano – a taxa do coração humano em repouso é em média 60 a 100 batimentos por minuto.

Ainda assim, considerando o fato de que uma pessoa morre de doença cardíaca a cada 34 segundos, isso é motivo mais do que suficiente para comemoração. E nós temos todas as razões para acreditar que, um dia, num futuro não muito distante, reparar um coração severamente danificado pode ser tão fácil como tirar uma biópsia de células da pele simples e renováveis ​​uma do seu próprio corpo.

Fontes e Referências sobre o coração artificial

//www.biotec-ahg.com.br/index.php/acervo-de-materias/saude/381-coracao-artificial-com-batimentos-cardiacos-e-criado-em-laboratorio-nos-eua

//www.theverge.com/2013/8/13/4617750/regenerative-medicine-breakthrough-lab-grown-human-heart-tissue

Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Equipe de Redação Ciências e Tecnologia

2 Comentários

  1. william haddad

    eu vibro com noticias assim meu maior desejo é de que um dia não venhamos em precisar ficar na fila de um transplante só quem esta numa sabe a aflição a angústia a depressão que é de ficar a esperar anos à fio e ou da grana para poder ter uma sobrevida sem contar que isso poderá acabar com o tráfico de órgãos ……..boa sorte cientistas e médicos da área estou esperanço por milhares de pessoas que esperam por um transplante….

  2. FontsDownloadFree

    While originally used as a permanent replacement heart, the Total Artificial Heart is approved for use as a bridge to transplant in cardiac transplant-eligible candidates at risk of imminent death from biventricular failure.

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

coração artificial que cientistas conseguiram criar com sucesso utilizando uma impressora 3D, que é capaz de criar vários tecidos humanos como mini-rins por