Ciências e Tecnologia » Astrofísica e Astronomia » Estrela de Nêutron – Astrônomos descobrem um novo “Pulsar”

Estrela de Nêutron – Astrônomos descobrem um novo “Pulsar”

Um Pulsar é uma estrela de nêutrons magnetizada que emite pulsos regulares de luz. Esta estrela é a visão mais próxima de um buraco negro que os astrônomos podem observar. Sua massa é tão densa que equivale a meio milhão de vezes a massa da Terra comprimida num raio do tamanho de uma cidade.

O pulsar descoberto pelo Chandra

Uma equipe internacional de cientistas que usam uma frota de órbita de telescópios de raio-X, (a Swift NASA e do Observatório de raios-X Chandra ) descobriu um pulsar de milissegundo com uma dupla identidade. Em um efeito nunca visto, a estrela se desloca para trás em dois efeitos mutuamente exclusivos de emissão pulsada, uma em raio- X e a outra em  rádio(pulsares gerados por rotação). Esta é uma fase intermediária na vida desses magníficos objetos.

O que ocasiona essa passagem de raio-X para rádio e para trás é a ascensão e queda do fluxo de gás para o pulsar de uma estrela companheira normal.

Pulsares de milissegundo é a combinação de densidade com campo magnético incrivelmente forte de rotação extrema. A mais rápida conhecida gira a 43.000 RPM.

Durante parte de sua vida estrelar, o gás flui da estrela normal e cai sobre a estrela de nêutrons aquecendo a milhões de graus e emitindo raios-X no processo. O campo magnético do pulsar dirige o gás infalling em seus polos magnéticos, produzindo pontos quentes que giram com a estrela de nêutrons e dão origem a regulares pulsos de raio-X.

Chuvas de gás caem na superfície do pulsar com uma força incrível, produzindo raios-X no processo. Camadas de hidrogênio e gás hélio se formam na estrela de nêutron. Quando esta camada atinge certa largura, o combustível sofre uma reação termonuclear descontrolada e explode, surgindo intensas rajadas de raios-X. Ao longo do tempo, a corrente de gás também acelera progressivamente a rotação do pulsar.

Depois de aproximadamente um bilhão de anos, o fluxo de gás na estrela diminui gradativamente, pondo fim aos pulsos de raios-X sendo este alimentado pelo acúmulo de gás. Porém, graças á sua maior rotação e intenso campo magnético, são produzidas emissões a rádio, a estrela de nêutrons poderia continuar operando com um pulsar a rádio.

Referências

Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Dhayanne Costa

Discente na Universidade Federal de Ouro Preto,cursando Engenharia Elétrica e membro do DA-UFOP. O estudo da ciência é um meio de conhecermos a nós mesmos. Somos apenas uma poeira nesta imensidão chamado infinito.

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


Um Pulsar é uma estrela de nêutrons magnetizada que emite pulsos regulares de luz. Esta estrela é a visão mais próxima de um buraco negro que os astrônomos