Ciências e Tecnologia » Meio Ambiente e Sustentabilidade » Mercúrio | Sua presença é um risco iminente

Mercúrio | Sua presença é um risco iminente

O mercúrio é um elemento natural presente entre nós, e é o único metal liquido em temperatura ambiente, que quando presente em altas concentrações pode ser prejudicial a saúde de qualquer ser vivo e até alavancar um desastre ambiental. É utilizado na fabricação de soda caustica, e em pequenas proporções nas pilhas (que a cada ano diminuem ainda mais seu uso) e alguns termômetros.

Elemento químico mercúrio

Origem do nome

Esse elemento foi descoberto na Grécia antiga e recebeu o nome mercúrio, devido à junção de duas características apresentadas: a coloração era parecida com a da prata, que tem o nome em grego argyros e pela característica de possuir alta fluidez, como a água, em grego hydro. Assim, seu nome ficou Hidrarginium  ou Mercúrio, com símbolo Hg. Curiosamente, devido à sua alta volatilidade, alguns adeptos de rituais religiosos o utilizavam de forma mística, relacionando sua volatilidade à presença de espíritos.

Aplicações e usos

O mercúrio é utilizado na extração de ouro e é encontrado em termômetros, amálgamas dentárias, termostatos, relés, interruptores, barômetros, sistemas de vácuo e outros equipamentos científicos, embora as preocupações relativamente à sua toxicidade tenham levado à redução do uso de termômetros de mercúrio nas atividades clínicas.

Propriedades Físico-Químicas

Na sua forma elementar, como mercúrio metálico, está no estado líquido, sendo volátil, liberando um gás monoatômico, conhecido como vapor de mercúrio e extremamente tóxico. Seu ponto de fusão é de -40°C e o ponto de ebulição, 357°C. Devido ao seu estado físico à temperatura ambiente, algumas propriedades, como dureza e resistência não são estudadas.

Compostos formados pelo elemento

O mercúrio se liga ionicamente formando diversos sais, dentre eles, destaca-se os principais: Fulminato (Hg(CNO)2), Cloreto de mercúrio ou calomelano (Hg2Cl2), sulfeto de mercúrio (HgS), além de poder se ligar covalentemente com o carbono, formando compostos orgânicos, como metilmercúrio, etilmercúrio e fenilmercúrio.

Ocorrência do elemento

Pode ser encontrado na forma de minério, onde o mais abundante é o cinábrio, com reservas minerais em regiões próximas à Espanha. Por ser um elemento de origem profunda, o mesmo pode ser associado a hidrocarbonetos gasosos e líquidos, como o petróleo.

Riscos à exposição

O mercúrio encontra-se presente no ambiente em concentrações inferiores a 0,1%, mas é extremamente tóxico porque se liga aos grupos funcionais de várias enzimas e proteínas, inibindo ou afetando negativamente funções orgânicas vitais. Juntamente com os metais chumbo e cádmio, é um dos metais pesados mais perigosos. O contato direto com seu vapor, assim como a ingestão de peixes contaminados, pode debilitar as funções cerebrais e causar distúrbios psíquicos, além de perda da visão.  Importante ressaltar que, uma vez inalado, o mercúrio fixa-se na parede pulmonar e impede a circulação de substâncias fundamentais para o nosso organismo. A legislação brasileira estabelece como limite de tolerância biológica para o ser humano, a taxa de 33 microgramas de mercúrio por grama de creatinina urinária e 0,04 miligramas por metro cúbico de ar no ambiente de trabalho.

A pior catástrofe ambiental causada por mercúrio envolvendo um grande ecossistema e seres humanos foi a contaminação da Baía de Minamata, no Japão em 1956, quando a indústria de fertilizantes Chisso Corporation despejou no oceano toneladas de mercúrio durante quatro décadas . A contaminação se deu inicialmente em peixes e mariscos que, posteriormente, serviram de alimento para a região local. Mais de 3 mil pessoas adoeceram e centenas delas foram à óbito poucos dias depois após a ingestão do mercúrio. Atualmente, Minamata já tem índices seguros de mercúrio, mas ainda assim existem pessoas com distúrbios causados pelo grande acidente da década de 50.

Fontes e Bibliografia

 

Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Thiago Cardoso

Estudante de Engenharia Ambiental
Curte viajar pelo Brasil, apreciar e registrar as mais belas imagens naturais do país e conhecer modos de vida diferentes.

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

O mercúrio é um elemento natural presente entre nós, e é o único metal liquido em temperatura ambiente, que quando presente em altas concentrações pode se