Ciências e Tecnologia » Física » Nikola Tesla | Biografia e invenções do homem dos raios

Nikola Tesla | Biografia e invenções do homem dos raios

Nikola Tesla foi um dos mais geniais inventores de todos os tempos. Ele nasceu na Sérvia em 1856 e foi para os Estados Unidos em 1884 para trabalhar nas empresas de Thomas Edison em Nova York. Tesla era um homem erudito, ele sabia falar sete línguas fluentemente e apreciava a cultura clássica. Nikola Tesla ficou mundialmente famoso pela invenção do motor de corrente alternada, bem como por suas experimentações na comunicação sem fio, alta voltagem e raios-X.

O começo e o primeiro tombo de Nikola Tesla

Em 1882, Tesla começou a trabalhar para a Continental Edison Company, empresa de Thomas Edison na França. Ali ele começou a desenhar e fazer melhorias para equipamentos elétricos da empresa. Em junho de 1884 ele se mudou para Nova York quando foi contratado por Thomas Edison para trabalhar na Edison Machine Works, outra empresa do milionário inventor americano.

Retrato de Nikola Tesla

Retrato de Nikola Tesla

O trabalho de Tesla para Edison começou com projetos simples de engenharia elétrica e progrediu rapidamente para resolver os problemas mais difíceis colocados pelos diversos inventos da companhia.

Em 1885 Nikola Tesla disse para Thomas Edison que poderia redesenhar os motores e geradores ineficientes que ele produzia afim de torná-los mais potentes e econômicos. De acordo com Tesla, Edison  teria lhe dito que lhe pagaria cinquenta mil dólares caso ele conseguisse cumprir o prometido. Uma observação estranha para um Thomas Edison que tinha fama de economizar cada centavo que podia em suas empresas.

Depois de meses de trabalho, Nikola Tesla cumpriu a tarefa e conseguir fazer todas as melhorias que havia prometido para Edison, então ele foi procurá-lo para receber seu “premio”. Thomas Edison, dizendo que ele estava apenas brincando, respondeu “Tesla, você não entende o nosso humor americano.” Em vez dos 50 mil Edison ofereceu um aumento de 10 dólares no salário de Nikola que ganhava na época cerca de 18 dólares por semana de salário. Tesla recusou a oferta e imediatamente se demitiu.

Depois de deixar a empresa de Thomas Edison ele começou uma parceria com dois empresários americanos, Robert Lane e Benjamin Vale, que concordaram em financiar uma empresa de iluminação elétrica para Tesla, a Tesla Elétrica Light & Manufacturing.

A empresa começou a funcionar e instalou sistemas de iluminação baseados em projetos feitos por Tesla e desenvolveu uma série de projetos para geradores de energia mais eficientes. Em geral, os investidores mostravam pouco interesse nas ideias de Tesla. Em especial, quando ele propôs novos tipos de motores e novos equipamentos de transmissão elétrica.

A desconfiança na capacidade de Tesla de conseguir cumprir seus audazes projetos fez com que o dinheiro parasse de fluir para sua empresa, que acabou falindo. Tesla chegou, inclusive, a perder seus direitos sobre as patentes que ele havia registrado, uma vez que ele as emitiu em nome da empresa e não em seu próprio nome. Em 1886 ele chegou ao “fundo do poço” trabalhando como escavador de valas em Nova Iorque.

A corrente alternada e o sucesso de Tesla.

No final do ano de 1886 Tesla encontrou Alfred S. Brown, um superintendente da Western Union, e Charles F. Peck, ambos famosos investidores em inventos inovadores. Nikola Tesla conseguiu convencer eles a apoiarem suas invenções e em abril de 1887, eles formaram a Tesla Electric Company com um acordo no qual eles dividiriam os royalties das patentes da companhia em 1/3 para cada um.

Uma das coisas que Tesla desenvolveu na sua nova companhia foi o motor de indução que funcionava em corrente alternada, um sistema de energia que estava começando a ser construído na Europa e nos EUA por causa de suas vantagens na transmissão de alta tensão à longas distâncias.

Laboratório onde Nikola Tesla desenvolvia suas invenções

Laboratório onde Nikola Tesla desenvolvia suas invenções

Tesla invetou um motor polifásico onde a corrente elétrica gerava um campo magnético rotativo para impulsionar o motor. Este motor elétrico inovador, patenteado em maio 1888, era mais simples, mais seguro, com menor custo de manutenção e fabricação do que os motores fabricados por Thomas Edison.

Esta invenção garantiu um futuro financeiro para a empresa de Tescla e seus investidores. Em 1888 a empresa de Tescla licenciou suas patente do motor de corrente alternada para George Westinghouse pelo valor de 60 mil dólares em dinheiro. Além disso, foi acordado o pagamento de royalties no valor de 2,50 dólares por cada cavalo de potência produzido pelos motores.

Após isso Westinghouse contratou Tesla por um ano  para atuar como consultor em seus laboratórios em Pittsburgh. Durante esse ano Tesla trabalhou ajudando a criar um sistema de corrente alternada para alimentar os bondes da cidade de Pittsburgh.

Em 1893, George Westinghouse venceu a licitação para eletrificar a Exposição Universal de 1893 que ocorreria na cidade de Chicago. Este foi um fato marcante pois permitiu uma virada em favor do uso da corrente alternada como padrão para a eletrificação nascente em meio à guerra entre corrente alternada e  a corrente contínua.

Westinghouse tinha vencido a licitação batendo o lance dado por Thomas Edison, que queria eletrificar a feira com o sistema de corrente contínua. Este foi um evento chave pois com isso Westinghouse demonstrou a superioridade técnica, segurança, confiabilidade e a eficiência dos equipamento de corrente alternada, todos eles desenvolvidos em seus conceitos por Nikola Tesla.

Raios X e outros inventos

A partir de 1894, Tesla começou a investigar o que ele chamava de energia radiante de espécies “invisíveis”. Ele descobriu por acaso os raios-X ao verificar parte de um filme danificado em seu laboratório onde haviam se fixado estranhas imagens.

Seus primeiros experimentos com raio X  aconteceram em 1895. Entretanto, seu laboratório foi completamente destruído pelo fogo o que pode ter acarretado na perda dos primeiros registros de raio-X da história. Nesse mesmo ano, Wilhelm Röntgen revelou ao mundo a descoberta do raio-X.

A bobina de Tesla

Uma bobina de Tesla é um circuito elétrico transformador ressonante inventado por Nikola Tesla por volta de 1891. Elas são usadas para produzir a alta tensão, em baixa corrente e alta frequência de corrente alternada.

Tesla usou essas bobinas para realizar experiências inovadoras em iluminação elétrica, fosforescência, geração de raios-X, alta frequência, fenômenos de corrente alternada, eletroterapia transmissão de energia elétrica sem fios. Os circuitos das bobinas de Tesla foram utilizados comercialmente em transmissores de rádio sparkgap para telegrafia sem fio até 1920, e em equipamentos médicos, como aparelhos de eletroterapia e raios ultravioleta. Hoje, seu principal uso é para o entretenimento e exposições educativas, embora pequenas bobinas sejam usadas ainda hoje como detectores de vazamento para sistemas de alto vácuo.

Bobina de Tesla descarregando numa gaiola de Faraday

Bobina de Tesla descarregando numa gaiola de Faraday

Unidade SI em homenagem a Nikola Tesla

O tesla (símbolo T) é a unidade SI derivada da densidade de fluxo magnético, comumente denotado como B. Um tesla é igual a um weber por metro quadrado, essa unidade foi estabelecida, em 1960, em homenagem a Nikola Tesla. Os campos mais fortes encontradas a partir de ímãs permanentes são de esferas Halbach que pode ter mais de 4,5 T. O campo mais forte preso em um supercondutor foi descoberto em um laboratório em julho de 2014 e possui 17,6 T.

Fim da vida

Tesla registrou mais de 300 patentes em diversos países do mundo durante sua vida. Muitos dos seus inventos, entretanto, não foram patenteados por ele, como por exemplo o dínamo.

Tesla era um homem da ciência que gostava da publicidade em torno do seu nome, mesmo quando era exagerada e sensacionalista. Ele tinha uma tendência visionária que o fez “prever” a criação de diversos aparelhos que pareciam fantásticos na sua época como os radares e a distribuição de energia elétrica e transmissão de dados sem fio. Com 86 anos, Tesla foi encontrado morto num hotel onde vivia em 1943, falido e sem muito reconhecimento por suas criações.

Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Equipe de Redação Ciências e Tecnologia

Um comentário

  1. Dival Evangelista de Araujo

    eu agradeco

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Nikola Tesla foi um dos mais geniais inventores de todos os tempos, conhecido como senhor dos raios, suas invenções possibilitam a maior parte dos aparelhos