Ciências e Tecnologia » Astrofísica e Astronomia » Nova molécula encontrada no espaço, sugere origens da vida

Nova molécula encontrada no espaço, sugere origens da vida

Pesquisando a uma distância de cerca de 27.000 anos-luz, astrônomos encontraram uma molécula incomum, a molécula à base de carbono, apresenta uma estrutura ramificada e foi encontrada dentro de uma nuvem de gás gigante no espaço interestelar, tal molécula é fundamental para a formação de outras substâncias necessárias para que a vida ocorra como por exemplo os aminoácidos. Tal descoberta é como encontrar uma agulha de dimensões moleculares num palheiro de dimensões cósmicas. Os astrônomos detectaram a molécula por meio de ondas de rádio emitidas por cianeto isopropílico. A descoberta sugere que as moléculas complexas necessárias para a vida possam ter suas origens no espaço interestelar.

Utilizando o Atacama Large Millimeter Matriz, ou apenas Observatório ALMA como é conhecido ( trata-se de um grupo de radiotelescópios financiados parcialmente pela National Science Foundation dos EUA), pesquisadores estudaram a região gasosa de formação estelar conhecida como Sagitário B2.

Astrônomos do Instituto Max Planck de Rádio Astronomia e da Universidade de Colônia (Alemanha) publicaram sua descoberta na revista Science em 26 de setembro.

Na imagem vemos o observatório ALMA no Deserto do Atacama - Chile com a Via Láctea ao Fundo

Na imagem vemos o observatório ALMA no Deserto do Atacama – Chile com a Via Láctea ao Fundo

As moléculas orgânicas encontradas em Sagitário B2

As moléculas orgânicas normalmente encontradas nessas regiões de formação estelar compostas de uma única “espinha dorsal” de átomos de carbono dispostos numa cadeia linear. A estrutura de carbono de ramos de cianeto isopropílico, tornan-se a primeira detecção interestelar dessa molécula, segundo Rob Garrod, pesquisador associado sênior do Centro para Radiofísica e Pesquisas Espaciais.

Esta detecção abre uma nova visão da complexidade de moléculas que podem ser formadas no espaço interestelar, e que podem, finalmente, ter encontrado o caminho para as superfícies de planetas como o nosso, segundo Garrod. A estrutura de carbono de cadeia ramificada de cianeto isopropílico é uma característica comum em moléculas que são necessários para a vida, tais como aminoácidos, que são os blocos de construção para proteínas. Esta nova descoberta dá embasamento à ideia de que as moléculas biologicamente importantes, como os aminoácidos ( que são comumente encontrados em meteoritos ), foram produzidas no início do processo de formação das estrelas, ou seja antes mesmo de planetas como a Terra terem se formado.

Garrod, e o time de pesquisadores do Instituto Max Planck de Radioastronomia, e Holger Müller, da Universidade de Colônia, procuraram examinar a composição química de Sagitário B2, a região próxima ao centro de nossa Via Láctea, que é área rica em moléculas orgânicas complexas.

Com o auxílio do ALMA, o grupo realizou uma pesquisa espectral completa – à procura de impressões digitais de novas moléculas interestelares – com sensibilidade e resolução 10 vezes maior do que as pesquisas anteriores. O objetivo do Observatório ALMA é a busca de origens cósmicas através de um conjunto de 66 antenas de rádio situado a elevada altitude em meio ao ar seco do Deserto do Atacama no norte do Chile . O conjunto de radiotelescópios trabalha para formar uma espécie de  olho gigantesco que vasculha o cosmos.

Cerca de 50 variações individuais do cianeto de isopropilo foram identificadas no espectro da região Sagitário B2. As duas moléculas – cianeto isopropílico e cianeto propil normal  – também são as maiores moléculas que foram detectadas em qualquer região de formação de estrelas.

Referências

  1. A. Belloche, R. T. Garrod, H. S. P. Muller, K. M. Menten. Detection of a branched alkyl molecule in the interstellar medium: iso-propyl cyanide. Science, 2014; 345 (6204): 1584 DOI: 10.1126/science.1256678
Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Equipe de Redação Ciências e Tecnologia

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

astrônomos encontraram uma molécula incomum à base de carbono dentro de uma nuvem de gás gigante no espaço as moléculas complexas necessárias para a vida