Ciências e Tecnologia » Notícias » Novo Elemento | Confirmado novo elemento químico de 115 prótons

Novo Elemento | Confirmado novo elemento químico de 115 prótons

Como se não fosse duro o suficiente para memorizar os nomes e os pesos atômicos de 117 elementos da tabela periódica, os cientistas já confirmaram um novo elemento químico para a tabela periódica.

Novo Elemento Químico Descoberto com 115 Prótons no núcleoPesquisadores da Universidade de Lund, na Suécia criaram o novo elemento bombardeando uma fina película de amerício (Am) com íons de cálcio (Ca), o elemento recém-formado  é novo elemento que desapareceu rapidamente em um flash de radiação. O experimento foi feito no acelerador de partículas do centro de pesquisas GSI, do governo alemão.

O flash, ou “impressão digital”, confirmou a existência de um elemento com 115 prótons em seu centro. Isso daria a ele o número atômico 115 na tabela periódica, a lista de todos os elementos conhecidos pela humanidade.

Os Suecos foram o segundo grupo de cientistas a criar o elemento. Um grupo de cientistas russos juntos criaram o mesmo tipo de átomo, em 2004. Mas o novo experimento ratificou o seu trabalho e confirmou a existência do número 115.

Ainda assim, isso não significa que você vai ver o elemento 115 na próxima tabela periódica que for publicada. A descoberta ainda tem que ser aprovada por um comitê composto por membros da União Internacional de Química Pura e Aplicada e da União Internacional de Física Pura e Aplicada. Este grupo de trabalho irá determinar se as provas existentes são suficientes para justificar a adição do elemento para a tabela, ou se é necessário mais provas.

A última modificação na tabela periódica para adição de um novo elemento ocorreu em 2011, quando o comitê internacional incluiu dois elementos químicos: os números atômicos 114 e 116 foram nomeados como Fleróvio e Livermório, respectivamente.

Novo elemento químico super-pesado

Quanto mais prótons um átomo tem, maior o seu número na tabela periódica e seu peso. E com 115 prótons, este novo elemento ganha o apelido de “elemento super-pesado.” Para efeitos de comparação, um átomo de chumbo tem apenas 82. Ouro tem apenas 79. Mas você não vai encontrar um pedaço do elemento 115 espalhados em qualquer lugar. O elemento de número mais elevado na tabela periódica que existe na natureza é o urânio, que tem 92 prótons em seu núcleo. No entanto, quantidades vestigiais de plutônio e de neptúnio foram encontradas naturalmente.

“Todos os elementos com número de prótons maiores foram criados artificialmente em reações nucleares”, diz o Centro Helmholtz para Pesquisa de Íons Pesados​​, na Alemanha, onde os cientistas suecos fizeram elemento 115. Ou seja mais de duas dúzias de todos os elementos conhecidos foram criados artificialmente.

Por que criar elementos que desaparecem num piscar de olhos? Os cientistas esperam um dia poder fazer um que seja mais duradouro, criando assim um novo elemento. Os cientistas suecos não nomearam o elemento 115 ainda. Até que isso ocorra, eles tem um nome provisório: “Ununpentium” Isso pode ser mais difícil de memorizar do que “elemento 115”, mas é um termo científico feito de latim e grego que significa, basicamente, 1-1-5.

Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Equipe de Redação Ciências e Tecnologia

Um comentário

  1. Luiz Carlos Vieira de Oliveira

    materia interessante

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Físicos nucleares da Suécia confirmam a existência de um novo elemento químico, o novo elemento pode ficar com o número atômico 115 da tabela periódica