Ciências e Tecnologia » Biologia » Estudo mostra a potencial plasticidade do cérebro

Estudo mostra a potencial plasticidade do cérebro

“O estudo mostra que o córtex somatossensorial pode ser influenciado pela visão, o que vai contra tudo escrito nos livros de neurociência” Esta é a frase do professor da Universidade de Duke, nos EUA, o brasileiro Miguel Nicolelis. Em um artigo publicado no aclamado periódico PNAS (Proceedings of the National Academy of Sciences), nesta segunda-feira (26/08), o brasileiro e seus colaboradores mostraram que a região do cérebro responsável por receber estímulos táteis também pode processar estímulos visuais.

Na pesquisa, dois macacos foram imobilizados e colocados à frente de uma tela de computador. Na tela, projetavam-se representações tridimensionais do corpo completo dos macacos.

plasticidade-cerebro-cortex-somatosensorialNa primeira fase do experimento, a imagem gerada na tela era de o braço da representação gráfica seno tocado por uma bola virtual. Ao mesmo tempo em que o macaco sentado em frente a tela recebi um estímulo tátil de uma robô. Em ambas as situações, as regiões primária somatossensorial e a motora do córtex neuronal eram monitoradas.

Em seguida, o processo foi repetido. Porém, com uma leve mudança: no momento em que a bola virtual tocava o braço do macaco gráfico, não havia o toque tátil do robô. Quando isso acontecia, o cérebro respondia da mesma maneira que a da primeira fase do experimento. Além disso, a resposta ao estímulo virtual era 50 a 70 milissegundos mais lenta que o toque físico, resposta consistente com o tempo envolvido nos caminhos que ligam as áreas do cérebro responsáveis pelo processamento visual e motor.

Esses resultados demonstram que a visão tem influência sobre a região cerebral correspondente ao tato e uma intrínseca plasticidade do cérebro. E também podem ajudar na incorporação de próteses em seres humanos, por meio do esclarecimento das propriedades da interface cérebro-máquina, parte do projeto Walk Again (Andar de Novo) que visa fazer com que um paralítico dê o chute inicial na Copa de 2014. O projeto o qual também conta com a colaboração do brasileiro Miguel Nicolelis.

Fonte PNAS

Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Rodolfo

Graduando em Ciências Bilógicas Unesp - Campus Rio Claro

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

O estudo mostra que o córtex somatossensorial pode ser influenciado pela visão, o que vai contra tudo escrito nos livros de neurociência