Ciências e Tecnologia » Neurociências » Uso crônico de maconha modifica sistema de recompensa do cérebro

Uso crônico de maconha modifica sistema de recompensa do cérebro

Segundo um novo estudo o uso crônico de maconha interrompe processos de recompensa natural do cérebro, de acordo com pesquisadores do Centro de Saúde Mental da Universidade do Texas, em Dallas.

Em um artigo publicado na revista Human Brain Mapping, os pesquisadores demonstraram pela primeira vez com ressonância magnética funcional que os usuários de maconha de longo prazo tinham mais atividade cerebral no sistema mesocorticolímbico de recompensa quando expostos a sinais de maconha do que com sinais de outras recompensas.

Uso de maconha altera o sistema de recompensas dos usuários crônicos

“Este estudo mostra que a maconha atrapalha o circuito de recompensa natural do cérebro, fazendo com que a maconha seja altamente recompensadora para aqueles que a usam em doses elevadas e com frequência. Em essência, essas alterações cerebrais poderiam ser um alerta da transição do uso recreativo da maconha para uso problemático”, afirma o Dr. Francesca Filbey, diretor do Centro de Pesquisa Cognitiva e professor da Universidade do Texas.

Maconha (cannabis sativa) - Uso crônico altera o sistema de recompensa cerebral

Maconha (cannabis sativa) – Uso crônico altera o sistema de recompensa cerebral

Os pesquisadores estudaram 59 adultos usuários de maconha e 70 não usuários, todos com fatores de risco para doenças cerebrais como: uso de maconha, lesão cerebral traumática e outras drogas. Em média, os participantes de maconha tinham usado a droga por 12 anos.

Quando expostas a sinais de maconha em comparação com frutas, os usuários de maconha apresentaram resposta melhorada nas regiões do cérebro associadas com recompensa, como o córtex orbitofrontal, corpo estriado, o giro cingulado anterior, dentre outras.

Regiões do cérebro responsáveis por estímulos de recompensa que são afetadas pela maconha

Regiões do cérebro responsáveis por estímulos de recompensa que são afetadas pela maconha

“Descobrimos ainda que essas perturbações do sistema de recompensa do cérebro se correlaciona com o número de problemas, como questões familiares, que os indivíduos têm por causa do uso de maconha”, disse Filbey.

Referências

FILBEY, Francesca M. et al. FMRI study of neural sensitization to hedonic stimuli in long-term, daily cannabis users. Human Brain Mapping, [s.l.], p.1-25, maio 2016. Wiley-Blackwell. http://dx.doi.org/10.1002/hbm.23250.

Compartilhe issoShare on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on StumbleUponShare on LinkedInShare on RedditEmail this to someoneShare on Google+

Escrito por Equipe de Redação Ciências e Tecnologia

Seu comentário é bem vindo

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*


Uso crônico de maconha modifica processos de recompensa do cérebro segundo novo estudo de pesquisadores do Centro de Saúde Mental da Universidade do Texas.